.comment-link {margin-left:.6em;}

Tuesday, February 15, 2005

 

Quando aqui?

Torna-se interessante estabelecer uma comparação entre a alegre irresponsabilidade e impunidade dos media aqui, no nosso jardim à beira mar plantado, e o que se passa nos Estados Unidos. Na corrida para a eleição de Novembro,Dan Rather, demasiado habituado à impunidade dos media, escorregou na sua própria casca de banana, ao aceitar fontes apenas porque estas concordavam com os seus preconceitos politicos. Azar. Não só Bush foi reconduzido apesar do seu trabalhinho no 60 Minutes II, como foi obrigado a antecipar a sua reforma.

Pelo menos, temos a vantagem de poder soltar uma boa gargalhada sempre que a SIC Notícias publicita o 'rigor' e 'profissionalismo' antes da transmissão das suas cópias enlatadas do 60 Minutes, da CBS.

Aparentemente, o exemplo dado aos media com o Rathergate - a designação que foi dada pela blogosfera à triste figura protagonizada por Dan Rather, ao tentar refutar o obvio - perdeu-se... Três meses depois, outra figura grada dos media, Eason Jordan, director executivo na CNN, num momento de distração, durante o último Forum de Davos, levantou uma acusação infundada contra as forças armadas Norte-Americanas. E digo num momento de distração, porque aparentemente a mesma acusação tinha já sido feita anteriormente num encontro de jornalistas aqui em Portugal. Como a dita acusação - de que as forças armadas Norte-Americanas alvejavam jornalistas propositadamente - é perfeitamente conforme com a cartilha politicamente correcta do jornalismo em geral, passou alegremente em claro.

Infelizmente para Eason Jordan, em Davos não estavam apenas presentes camaradas, amigos e companheiros. Assim, de algum modo, esta notícia transpirou. E enquanto os nossos media nos entretinham com as campanhas humanitárias demagógicas, protagonizadas em Davos por Sharon Stone ao reunir um milhão de dolares para a Tanzânia (já dá para uns três ou quatro Mercedes blindados), a blogosfera conservadora Americana entreteu-se a pedir a cabeça de Jordan. Tal como com o Rathergate, os media clássicos resistiram tanto quanto puderam contra esta campanha, mas no final viram-se arrastados. Jordan demitiu-se.

Também aqui em Portugal necessitamos de mais bloggers. Os media estão nas mãos dos esquerdistas politicamente correctos há demasiado tempo.

Comments:
This is very interesting site... » » »
 
Post a Comment

Links to this post:

Create a Link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?